“Farda, Fardão, Camisola de Dormir” necessita uma atenção esmerosa, não pelo fato de que seja a leitura sugerida pelo desafortunado escritor dessa prosa, mas é que ela tem algo que pode nos alimentar em épocas tais como a dos tresloucados anos que vieram desde 2013…